M'A'L EVANGELISTA
O complexo da existência na essência da poesia
CapaCapa TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


Imagem da Boca da Lapa no Distrito do Ramalho

PARABÉNS FEIRA DA MATA

Parabéns Feira Da Mata, pois festeja trinta anos
O poeta aqui destaca, a riqueza deste plano
És tão bela e pequenina, pois ainda é uma criança
Muita coisa em ti fascina, e denota esperança

Tem amor Feira da Mata, e traduz com alegria
A beleza tá no rosto, no olhar e no bom dia...
Bem cedinho, o padeiro, no caminho pro labor
Cumprimenta o vaqueiro, outro bom trabalhador

Não demora, sobe o cheiro, sai do forno o pãozinho
Do trabalho do padeiro pro gari o cafezinho...
O vaqueiro traz o leite, e a mesa fica farta
A vaquinha põe no pasto, do bezerro não aparta

Esse povo hospitaleiro, tem valor no coração
Já madruga pra jornada, esbanjando educação
O carinho está no gesto, no respeito e na essência
Nas palavras deste texto, esboçando veemência

Professor e estudante, essa história irradia
O passado e o presente, traz na aula alegria
Lá da mata, veio a Feira, sombreou o Juazeiro
Um comércio nesta sombra, deu o nome pro letreiro

A Veneza de outrora no Juá se despediu
Feira da Mata emancipada é cidade do Brasil
Com as curvas da beleza, de um rio a lhe banhar
Harmoniza a natureza com o verde do lugar

Visitando águas Praiadas ou o Alcione bar
Se deslumbre com a beleza, venha ver e se encantar
No Ramalho uma lapa, inefável natureza
São riquezas desta mata, que explica a grandeza

No olhar tem alegria, deste povo especial
Traz no rosto uma poesia da aurora boreal
Venha ver Feira da Mata! Nesta terra tem magia
Pois quem bebe dessa água, esta mágica contagia.

MAL EVANGELISTA... O POETA CAATINGUEIRO! 
UM MAL QUE SÓ FEZ BEM.


 
MAL EVANGELISTA
Enviado por MAL EVANGELISTA em 06/02/2019
Alterado em 11/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Comentários