M'A'L EVANGELISTA
O complexo da existência na essência da poesia
CapaCapa TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

MÃE... UM AMOR VERDADEIRO

Te vi morrer n'um sonho
A ti pedi perdão
De coisas que suponho
Feri seu coração

Naquele pesadelo
Te vi me perdoar
Porém meu desespero
A mim,  fez acordar

Sentada em minha cama
Senti me acalentar
O beijo de quem ama
Uma lágrima fez rolar

Teus lábios percebi
Meu rosto humedecer
Alívio eu concebi
Voltei adormecer

Naquele pesadelo
Ganhei o seu perdão
Ouvindo meu apelo
Me deu seu coração

Eu era uma criança
E vi no seu olhar
Amor e esperança
Que nunca iam faltar

O meu maior abrigo
A minha salvação
Sou fruto desse umbigo
E há uma razão

Na minha analogia
A mãe pro filho está
Assim como a poesia
Que estou a declamar



MAL Evangelista... O Poeta CAATINGUEIRO!
Um MAL que so fez bem...
MAL EVANGELISTA
Enviado por MAL EVANGELISTA em 18/06/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários