M'A'L EVANGELISTA
O complexo da existência na essência da poesia
CapaCapa TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


___BEM QUE SERIA..._

Ah se eu não fosse um pecador!
Talvez eu fosse uma borboleta...
Por ter essência rarefeita,
Quando vagueia e se deleita,
Numa beleza que é perfeita,
Com seu bailar que a vida enfeita,
Pra conquistar a linda flor.

Ah se eu não fosse um pecador!
Talvez eu fosse um beija flor...
Que em ziz zag...movimenta,
Não fica a fêmea ciumenta,
Por que do néctar se alimenta,
Pois seu amor só incrementa,
Pelo deleite desta flor.


Ah se eu não fosse um pecador!
Bem majestoso eu seria,
Igual a flor desta poesia,
Por transmitir grande alegria,
Que com pureza irradia,
A natureza em fantasia,
Brilha em ternura e AMOR.



M'A'L EVANGELISTA... O Poeta caatingueiro!
Um M'A'L que só fez bem...


Geralmente, o termo rarefeito é utilizado para demonstrar que algo é passageiro, transparente, menos denso.

A vida é uma ilusão, um aspecto físico que esconde em sí, algo transparente, a alma.

A vida é passageira... A alma, menos densa, reflete a beleza do imaginário, e o pecado, por tão pesado, nos distancia da leveza do amor.

Ah se eu não fosse um pecador!
MAL EVANGELISTA
Enviado por MAL EVANGELISTA em 04/03/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários