M'A'L EVANGELISTA
O complexo da existência na essência da poesia
CapaCapa TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O PECADO DE JESUS

E se, minha maldade...
Foi o meu sangue te salvar!?
E se, com crueldade...
Me desse a cruz pra carregar!?

E se...você pegasse,
O meu corpo...pra pregar!?
E se...você tivesse,
Uma pedra pra atirar!?

E se, eu te amasse!!!
Mas você, só me odiasse!?
Pra ti, de amor falasse...
E a mim, tu difamasse!

E se, o meu pecado...
Foi somente, ser Jesus!
E a mim, desse o legado...
O simbolismo, de uma cruz!

E se, fazendo o bem...
Eu te cegasse, o coração!?
Em mim, não visse alguém...
E preferisse um ladrão!?

E se, o meu pecado...
Pra sua treva, trouxe luz!?
O amor, crucificado!!!
Pelo seu ódio alparluz...

E se, com tudo isso...
A você, eu perdoasse!!!
No tempo...decorrido,
Outra vez, me esnobasse!

Talvez, o meu pecado...
E nvelheça numa cruz!
O filho do sagrado... Condenado, por ser luz.

 
MAL EVANGELISTA... O Poeta caatingueiro!
Um MAL que só fez bem...

Quando o mundo ojerizou e condenou de forma cega, aquele que buscava simplesmente promover a paz...

Foi um sinal de que a complexidade do mal assumiu o controle dos homens.

Fatalmente, as trevas absorveram os seus corações com a escuridão do pecado, e a luz foi condenada ao sacrifício.

Incontinenti, a luz, na cruz... Absolveu os pecadores arrependidos.

Jesus trouxe a luz...
Jesus foi a luz...
Jesus é a luz!!!

E você!?
Deseja lhe oferecer novamente a cruz???
MAL EVANGELISTA
Enviado por MAL EVANGELISTA em 12/02/2017
Alterado em 12/02/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários